top of page
  • Lucas Amaro

Os 10 carros elétricos mais baratos no Brasil


carros-eletricos-mais-baratos-brasil

O mercado de automóveis 100% elétricos está crescendo aos poucos no Brasil, enquanto outros países já trazem diversas opções de veículos 0km.


Um dos grandes problemas em nosso país, além dos impostos muito altos, é a falta de infraestrutura para um carro totalmente movido por eletricidade.


Mas esse cenário vem mudando, e muitas montadoras estão começando a produzir veículos com valores “mais acessíveis”. Confira nesse artigo quais são os carros elétricos mais baratos no Brasil em 2022.


Os valores dos modelos foram consultados na tabela Fipe em setembro de 2022. Caso esteja lendo em outro período os valores podem ter sido reajustados.


E se você quiser saber quais são as motos mais baratas vendidas no Brasil, também temos um artigo falando sobre.


Então vamos ao que interesse, confira os carros elétricos mais baratos do Brasil:


10° GM Chevrolet Bolt EV – R$ 276.478,00


gm-chevrolet-bolt-ev

Como todo elétrico, ele pode ser recarregado em eletropostos, carregadores domésticos ou na tomada 220V, o modelo precisa repousar por quase 48 horas para regenerar suas baterias na tomada convencional.


Compacto, esse carro oferece praticidade no uso cotidiano. Sua posição de dirigir elevada, que segue a escola dos monovolumes, permite bom espaço para quatro ocupantes.


Seu acabamento é bom, mas não o que se espera de um carro acima dos R$ 250 mil. Os forros das portas são de plástico duro. No painel, a percepção é um pouco mais refinada, com peças com textura emborrachada. Os bancos contam com revestimento em couro, que dão ao Bolt EV mais refinamento.


  • Velocidade máxima 150 km/h

  • Autonomia de 416 km


9° Jac E-J7 – R$ 269.550,00


jac-e-J7

O motor elétrico do JAC E-J7 tem 193 cv e 34,7 kgfm, suficiente para ir de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos. O desempenho está entre os pontos fortes do modelo e as retomadas e acelerações são excelentes.


O grande trunfo do sedã está no fato de ser relativamente leve e isso contribui para uma autonomia maior. O E-J7 pesa 1.650 kg e tem consideráveis 402 km de autonomia declarada pela marca.


  • Velocidade máxima 150 km/h

  • Autonomia de 402 km


8° Peugeot e-208 GT – R$ 265.377,00


peugeot-e208-gt

A versão elétrica do 208, o Peugeot e-208, foi lançada na Europa em 2019. Por aqui, ele chegou apenas no ano passado. Vem de fábrica com diversos equipamentos tecnológicos, itens de segurança e muito mais.


No primeiro caso, podemos destacar a central multimídia de polegadas e o cluster digital 3D. Agora, falando de segurança, o principal destaque são os seis airbags.


Ainda vem de série com freios ABS com EBD, alerta de colisão, frenagem de emergência automática, assistência de farol alto, detector de fadiga, alerta e correção de permanência em faixa, detector de ponto cego, ar-condicionado digital, direção elétrica, sensor de chuva, sensores de estacionamento e entre outros itens.


Está equipado com um propulsor elétrico de 136 cv de potência e torque de 25,6 kgfm. De acordo com a montadora francesa, o pequeno pode acelerar de 0 a 100 km/h em 8,3 segundos e atinge a velocidade máxima de 150 km/h.


  • Velocidade máxima 150 km/h

  • Autonomia de 340 km


7° Fiat 500e – R$ 256.175,00


fiat-500e

O Fiat 500e é um carro de uso principalmente urbano, com uma bateria relativamente curta, para o que montadora diz ter autonomia para entre 300 e 420 km, mas que, no teste na cidade, indicava por volta de 260 km quando cheia.


O carro conta com sistemas de segurança por radar e um piloto automático com permanência em faixa (exigindo segurar no volante, como tem que ser).


O interior, na frente, é confortável. Há elegantes assentos brancos em couro sintético e um painel na cor da carroceria, como nos modelos anteriores, que exibiam parte do metal por dentro.


Para o motorista, um painel puramente digital e uma central de mídia compatível com Android Auto e Apple Car Play, e um sistema de som respeitável.


  • Velocidade máxima 150 km/h

  • Autonomia de 320 km


6° Jac E-JS4 – R$ 255.787,00


jac-e-js4

Com preço ainda bem elevado para o bolso dos brasileiros, porém a montadora já sinaliza que talvez se aproxime do ponto com o qual todo CEO automotivo sonha: carros elétricos com mesmo preço a combustão.


Sem um design muito moderno (e isso é bom), o Jac E-JS4 tem bom gosto na decoração e pintura em dois tons, com belas lanternas traseiras de led e faróis bipartidos, como é tendência. Já seu interior é amplo e confortável, com bom nível de acabamento.


Em movimento também faz bonito, com a entrega quase instantânea dos 150 cv e 34,7 kgfm, facilitando muito o deslocamento urbano.


O maior problema em termos de conforto diz respeito aos passageiros do banco de trás, que têm ótimo espaço para as pernas e os ombros, mas sofrem com barulho acima do esperado a mais de 100 km/h.


O carregamento doméstico salva, mas as 11 horas na tomada residencial não servem para o dia a dia e, com bateria de 55 kWh, os 420 km de autonomia só se obtém na estrada com pé muito leve.


  • Velocidade máxima 150 km/h

  • Autonomia de 420 km


5° Mini Cooper SE Exclusive – R$ 253.576,00


mini-cooper-se-exclusive

Não é o elétrico mais barato do nosso mercado, mas é o modelo de uma marca premium 100% elétrico mais acessível e que realmente deve fazer sentido neste processo de eletrificação.


O Mini Cooper SE passa praticamente despercebido entre outros Mini Cooper. Tem a reestilização feita em toda a linha recentemente e, para o identificar, apenas pelo logo S em verde e a marca que identifica os modelos elétricos e eletrificados da marca, além da tampa de reabastecimento com o E em destaque


Por dentro, é como entrar em qualquer outro Cooper. Bancos, volante, painel de instrumentos totalmente digital, sistema multimídia, freio de estacionamento elétrico e até mesmo a alavanca de câmbio.


A única coisa que muda é a ausência do ronco do escapamento, substituído por um som desenvolvido por Hans Zimmer (compositor de trilhas sonoras como: Falcão Negro em Perigo e Missão Impossível).


  • Velocidade máxima 150 km/h

  • Autonomia de 234 km


4° Renault Zoe Intense E-Tech – R$ 235.812,00


renault-zoe-intense-e-tech

O novo Renault Zoe 2022 ganhou o sobrenome E-Tech, que batiza versões híbridas e elétricas dos modelos da marca. O hatch traz faróis full LED com novo formato, para-choque dianteiro e grade redesenhados, lanternas em LED com luzes de seta dinâmicas e desenho inédito das rodas de 16”.


Se no estilo externo as alterações foram discretas, na cabine o Zoe 2022 foi completamente reformulado. O hatch possui painel com novo desenho, volante inédito, quadro de instrumentos digital com tela de 10”, nova central multimídia de 7” e alavanca de seleção de marcha.


Devido ao posicionamento da bateria no assoalho, o banco do motorista é fixado em posição elevada e não traz ajuste de altura. Apesar disso, a posição de guiar agrada e é facilitada pelos ajustes de altura e distância do volante.


O modelo traz novo motor elétrico de 135 cv de potência e 25 kgfm de torque, um salto de expressivos 43 cv e 2,1 kgfm em relação ao antecessor. Ao volante, o Zoe surpreende pelas respostas ágeis, fazendo o corpo do motorista “grudar” momentaneamente no banco em acelerações e retomadas.


  • Velocidade máxima 140 km/h

  • Autonomia de 385 km


3° Jac E-JS1 – R$ 164.880,00


jac-e-js1

Na cabine, vemos um acabamento mais simples, embora com design charmoso, e menos equipamentos – não há muito além de carregador sem fio, faróis de LED e ar digital (mas não automático).


Encontrar uma boa posição de dirigir não nada é fácil: não há ajuste de profundidade do volante nem de altura do banco do motorista.


Seu motor-gerador capricha na regeneração e permite guiar com só um pedal em velocidades médias/altas, freando bem até quase parar – quando deixa o motorista decidir parar de vez ou aproveitar a inércia, de acordo com o fluxo do trânsito.


No fim, mesmo longe de ser um carro elétrico perfeito, o Jac E-JS1 pode ser uma boa opção para quem quer um modelo a bateria simples para uso cotidiano na cidade grande.


  • Velocidade máxima 110 km/h

  • Autonomia de 302 km


2° Renault Kwid Intense E-Tech – R$ 147.999,00


renault-kwid-intense-e-tech

Diferentemente do Kwid a combustão, o elétrico é homologado somente para quatro ocupantes, ou seja, ele tem a capacidade ideal para um subcompacto. Isso se transforma em melhor conforto para os ocupantes traseiros.


As baterias instaladas sob o assoalho deixam o Kwid E-Tech com centro de gravidade mais baixo, deixando o carro mais estável e mais no chão.


O motor elétrico de 48 kW oferece 65 cv de potência e torque de 11,5 kgfm instantaneamente. A bateria do veículo é de 26,8 kWh. A velocidade máxima é de 130 km/h.


Em relação a autonomia, o elétrico pode chegar a 298 quilômetros com uma carga completa. Segundo a marca francesa, a autonomia da bateria pode ser otimizada por meio do modo de condução ECO acionado facilmente através de um botão no console central.


  • Velocidade máxima 130 km/h

  • Autonomia de 298 km


1° Chery iCar – R$ 145.160,00


chery-icar

O Chery iCar é o carro elétrico mais barato do Brasil. Importado da China pela Caoa Chery, o modelo tem motor com potência equivalente a 61 cv, roda até 282 km entre as recargas, tem 3,2 metros de comprimento e pode levar quatro pessoas.


O sistema permite parear o celular para ligações e ouvir músicas, por exemplo. Porém, não há conexão com nem com Apple Carplay. Segundo os engenheiros da Caoa Chery, em breve o iCar terá esses recursos.


O veículo é completinho. Há vários recursos vindos de carros maiores e mais caros. É o caso, por exemplo, do alerta de obstáculos e da câmera atrás. Aliás, o modelo é repleto de soluções eletrônicas voltadas à conveniência e segurança.


Entre elas estão faróis com acendimento automático, retrovisores, travas e vidros elétricos. Esses têm sistema do tipo um toque para abrir e fechar. Bom de guiar, esperto e prático, o modelo é ideal para quem circula principalmente em cidades.


  • Velocidade máxima 100 km/h

  • Autonomia de 282 km

Comments


bottom of page