Tudo o que você precisa saber sobre seguro de moto

Atualizado: Jul 21



tudo-sobre-seguro-de-moto

O número de motociclistas tem crescido muito nos últimos tempos, o público que tem optado em trocar o carro pela moto está cada vez mais diversificado, e dois grandes fatores que possivelmente tem influenciado muito nisso são: preço da gasolina e tempo perdido no trânsito.


As montadoras, claro, estão ligadas nesse aumento e todo ano são lançados modelos novos que atendem diferentes perfis e necessidades. Quem está começando agora tem ótimas opções nos modelos scooter, quem precisa para uso na cidade os modelos street, para os amentes de velocidade e adrenalina as motos esportivas e para quem gosta de viajar as Big Trails são perfeitas.

cote-seguro-moto-rapido-facil-barato

Com essa alta sobe também o número roubos. Estudos feitos no ano de 2018 apontam que as motos mais roubadas são as de menores cilindradas, os ladrões preferem motos mais leves. Independentemente do tamanho, cilindrada ou utilização, você pode proteger a sua moto fazendo um seguro. Sabia que contratar o seguro para sua moto está cada dia mais acessível? Confira como funciona um seguro para moto a seguir.

O que é e para que serve um seguro?

O seguro é um contrato bilateral entre segurado e seguradora, aonde, mediante pagando de um valor, o bem fica protegido e garantido de indenização contra possíveis acidentes imprevistos. Ele ajuda a evitar que você tenha prejuízos financeiros.

Ele serve para garantir ao segurado a proteção contra danos causados ao bem por acidentes, danos causados em veículos de outros proprietários e também contra roubo e furto de ladrões. Além disso o seguro oferece diversas coberturas de assistência que ajudam com problemas no dia-a-dia.

Como funciona o seguro de moto?

Contratar um seguro de moto irá garantir a proteção e segurança dela contra eventuais danos, roubo/furto e até mesmo danos causados em terceiros. Mas claro, como hoje em dia existem diversas opções de seguradoras e coberturas, muitas vezes fica difícil para quem não conhece escolher o seguro certo.


Existem 4 tipos de coberturas disponíveis no mercado entre as seguradoras que podem servir para praticamente quase todos os tipos de motos. Eu falo isso porque existem sim algumas restrições, principalmente para os modelos que possuem mais de 10 anos de fabricação.

Cada uma dessas coberturas possuem suas particularidades, custos diferentes e servem para diferentes perfis de motociclistas. Por isso é importante saber como funciona cada uma delas e eu vou te contar a seguida de forma fácil e resumida. Confira abaixo como funcionam as coberturas:



Cobertura Compreensiva (mais conhecida como Cobertura Total)

Cobertura compreensiva é o nome mais técnico da cobertura total, e essa opção é a mais procurada pelos motociclistas. Ela oferece a proteção total para a moto, com coberturas que vão desde colisão até proteção de equipamentos como bagageiros.


Por isso também é a opção mais cara entre as quatro coberturas disponíveis e também possui uma aceitação um pouco mais restrita, geralmente aceitando motos mais novas e modelos nacionais.



Importante você saber que nessa opção de cobertura possui a cobrança de franquia para o conserto da moto assegurada em caso de colisão. De forma resumida a franquia é a participação máxima (em dinheiro) que o seguradora terá arrumar a moto.

Existem duas opções para você contratar: a alta e baixa. A franquia baixa normalmente custa a metade do valor da alta (Exemplo: franquia alta R$ 4.000,00 e franquia baixa R$ 2.000,00), e por isso é importante você saber como funciona, pois fará muita diferença quando você precisar usar o seguro.


Como-funciona-franquia-seguro

Cobertura Roubo, Furto e Perda Total por Colisão

Essa cobertura é uma alternativa com um menor custo do que a cobertura total, oferecendo proteção para a moto contra roubo, furto e também em casos de indenização integral causados devido a acidente de trânsito. Nesse caso, é importante você saber como é dada a caracterização da indenização integral.



"...perda total é caracterizada quando os danos forem superiores à 70% do valor de mercado vigente na tabela Fipe."

A indenização integral ou perda total é caracterizada quando os danos na moto forem superiores à 70% do valor de mercado vigente na tabela Fipe. Caso os danos forem menores do que 70% o seguradora fica responsável pelo conserto da moto.

Em muitos casos, o custo desse seguro chega a reduzir até 40% comparado a Cobertura Total, e pode ser uma ótima alternativa se a maior preocupação do segurado for roubo e furto. Outra vantagem além do preço é que aceita motos nacionais e importadas, tanto novas como modelos mais antigos.


Cobertura Roubo e Furto


Outra opção com menor custo mas também oferece uma proteção mais enxuta para a moto. A cobertura de seguro de moto contra roubo e furto garante a indenização exclusivamente para esses casos, cobrindo até 100% do valor da tabela Fipe contratado.