Como fazer o seguro de câmera fotográfica profissional?

Atualizado: 13 de mar.


seguro-camera-fotografica-como-funciona

Seja para uso profissional ou para lazer, câmeras fotográficas podem chegar a valores bem altos, e dependendo dos recursos e a tecnologia, pode ultrapassar facilmente dez mil reais, sem falar nos acessórios como lentes, que muitas vezes custam mais que a própria câmera.

Bom se você chegou até aqui então deve estar procurando alguma maneira de proteger a sua câmera, e sim, um seguro para câmera fotográfica é uma ótima opção. Nesse artigo eu vou te falar como fazer para contratar esse tipo de seguro sem erros.

Independente se você é um fotógrafo iniciante ou profissional, esse seguro serve para ambos, com coberturas que irão proteger seu equipamentos e acessórios, contra os principais riscos do dia-a-dia, como roubo, furto e acidentes.

Como funciona o seguro para câmera fotográficas?

Bom, um seguro de câmera funciona para prevenir seu(s) equipamento(s) contra acidentes inesperados. O contrato de seguro é feito através de uma corretora de seguros que ficará responsável por lhe ajudar a escolher as melhores opções.

Feito a escolha do seguro, será necessário enviar nota fiscal para comprovação de existência da câmera. Se a sua câmera foi comprada fora do Brasil então será necessário enviar a nota fiscal do país de origem ou então algum comprovante de pagamento, com a data.


O contrato possui vigência de 1 ano, sem nenhum prazo de carência para qualquer cobertura, e poderá ser renovado no final desse período. Aliás, você deverá receber uma cotação de seguro atualizada do seu corretor antes do vencimento.


Em caso de qualquer acidente você deverá comunicar o mais breve possível para a corretora ou então para a seguradora. Serão solicitados alguns documentos como boletim de ocorrência, comprovante de residência, nota fiscal, orçamento de conserto, dados bancários e demais outros, se necessário.

Coberturas do seguro de câmera fotográfica

Para proteger sua câmera da maneira mais adequada você precisa saber quais são as coberturas disponíveis, assim poderá escolher as que realmente fazem sentido para o seu objetivo. Atualmente existem 5 tipos, então confira abaixo quais são:

- Cobertura contra danos físicos (obrigatória)

Indenização por danos de causa externa referentes a quebra, queda, amassamento, arranhadura quando ocorrer uma tentativa de roubo e furto da câmera, incêndio, impacto de veículos.

- Cobertura de roubo e furto

Indenização por perdas e danos materiais nos casos de roubo e furto, porém sempre com vestígios do fato. Furto simples não possui cobertura.

- Cobertura de danos elétricos

Indenização nos casos de variações anormais de tensão, curto-circuito, calor gerado acidentalmente por eletricidade, descargas elétricas e eletricidade estática, como por exemplo uma queda de raio.

- Cobertura de queda de líquidos

Indenização por danos causados por queda acidental de qualquer tipo de líquido.


- Cobertura de garantia internacional

Cobertura todas as coberturas que forem contratadas quando ocorrer acidentes fora do Brasil.

Como contratar o seguro para câmera fotográfica

Agora que você já conhecer as coberturas do seguro eu vou te mostrar o passo a passo de como fazer para contratar um seguro de câmera, seja profissional ou amadora. Confira:


- Passo 1: Procure uma corretora de seguros especializadas

É importante você contratar o seguro com quem entende, então procure uma corretora especializada. Tire todas suas dúvidas com ela antes.

- Passo 2: Informe seus dados

Para que a cotação seja feito será necessário informar seu nome, idade, CEP residencial, qual a câmera (e acessórios se tiver) e os valores de cada item. Clicando aqui você pode nos enviar para uma simulação 100% grátis e online.


- Passo 3: Cotação

Após enviar os dados você receberá a cotação de seguro. Lembre-se de analisar as coberturas e caso tenha dúvidas converse com o especialista que está lhe atendendo. Valores e condições de pagamento será passadas nessa etapa.


- Passo 4: Nota fiscal, recido, invoice ou comprovante de compra

Após a confirmação do seguro, é importante ter a nota fiscal da câmera, caso tenha sido comprada fora do Brasil poderá ser o invoice. Se você não possui nenhum dos dois ainda é possível contratar, através do comprovante de pagamento. Porém nesse caso será preciso uma análise prévia.

- Passo 5: Proposta de seguro

Assim que você confirmar a contratação e enviar os documentos de comprovação você receberá a proposta de seguro. Nela possui suas informações pessoais, informações do(s) equipamento(s) segurados, as coberturas e a forma de pagamento escolhida.

- Passo 6: Apólice de seguro

A partir da proposta sua câmera já fica com cobertura provisória, e a seguradora tem até 15 dias para emitir a apólice (podemos chamar de contrato). Geralmente a apólice é emitida antes, em até 48h. Mas você receberá assim que isso acontecer.


Faça uma cotação de seguro para sua câmera aqui!

Dúvidas mais frequentes sobre seguro de câmera fotográfica

1. Posso contratar um seguro para um câmera antiga?

Sim, desde que você tenha algum comprovante de compra com a data. Isso é importante para a seguradora comprovar a existência do bem e também validar o tempo de uso.


2. Posso fazer seguro para uma câmera comprada fora do Brasil?

Pode sim. Você só precisa ter algo que comprove a existência do bem, como nota fiscal do país de origem, invoice ou comprovante de pagamento (todas com data).


3. A câmera está em nome de outra pessoa, posso fazer o seguro?

Sim. Porém será preciso fazer uma carta passando a posso do bem em nome do comprador para o seu nome. Em alguns casos a seguradora poderá solicitar autenticação em cartório da carta.


4. Qual o limite de idade aceito para contratar o seguro?

São aceitos câmera fotográficas com até 5 anos de fabricação.


5. Em caso de indenização, recebo uma câmera nova ou o valor?

Você recebe o valor do mesmo equipamento considerando a depreciação, quando houver.