Como fazer um aviso de sinistro de carro?




Se você possui um seguro para seu veículo, seja ele carro ou moto, eu vou te mostrar aqui o passo a passo de como fazer um aviso de sinistro. Na maioria das vezes é um processo simples, muitas vezes podendo ser feito on-line.


Se você quiser saber mais sobre o que é um aviso de sinistro eu já escrevi um artigo falando tudo sobre isso. Confira todos os detalhes desse processo que faz parte de qualquer tipo de seguro.


Você pode seguir essas instruções e comunicar sozinho junto a sua seguradora, ou então poderá contar com a ajuda do seu corretor de seguros. Em ambos os casos recomendo que você tenha em mãos sua apólice de seguro e outras informações necessárias, que são:


· CNH do(s) envolvido(s);

· CRLV do(s) veículo(s);

· Boletim de ocorrência;

· Telefone assistência 24h da sua seguradora.


1° Passo: verifique se todos estão bem


Se envolver em um acidente de trânsito não é nada legal, principalmente porque podem ter pessoas machucadas. Então a primeira coisa que você deve fazer em caso de acidente é verificar se todos os envolvidos estão bem e sinalizar o local para outros motoristas verem.


Se tiverem pessoas machucadas será necessário chamar a polícia no local e também uma ambulância, para levar para as pessoas para a emergência o quanto antes, e o veículo será recolhido para o depósito do DETRAN.


Telefones importantes:

· Polícia Militar (ligue 190)

· SAMU (ligue 192)

· Bombeiros (ligue 193)


Se não tiverem pessoas machucadas não é necessário a presença da polícia no local, a não ser que algum dos envolvidos faça questão. O boletim de ocorrência poderá ser feito de forma on-line no site do DETRAN.


2° Passo: identifique todos os envolvidos


Após verificar se todos estão bem então converse com os envolvidos e tente identificar quem foi o culpado do acidente. Muitas vezes nesse momento gera dúvida e caso não seja possível fazer na hora, poderá ser feito posteriormente.


Anote nome e contato das pessoas envolvidas no acidente, se possível tire fotos dos veículos, do local e também dos documentos (CNH e CRLV). Essas informações serão solicitadas posteriormente pela seguradora.


Caso você não seja culpado no acidente, teoricamente, a pessoa responsável terá que honrar com o conserto do seu veículo. Se ela tiver seguro ótimo, talvez seja um problema. Uma conversa amigável sempre é a primeira e melhor solução.


3° Passo: chame seu guincho (se necessário)


Se os veículos não estiverem em condições de andar será preciso solicitar um guincho. Você poderá fazer isso através da sua assistência 24h através do telefone, aplicativo ou WhatsApp, dependendo da sua seguradora.


Geralmente o serviço de guincho será prestado apenas para o veículo segurado, se tiverem outros veículos envolvidos eles deverão chamar um guincho por conta própria. A despesa de guincho de terceiros poderá ser reembolsada posteriormente, caso você seja o culpado(a).


4° Passo: boletim de ocorrência


Após o susto e já com veículos removidos providencia o boletim de ocorrência. Caso o mesmo não tenha sido feito no local você poderá fazer de forma on-line pelo site do DETRAN do seu estado.


5° Passo: aviso de sinistro na seguradora


Agora sim você poderá comunicar o aviso de sinistro junto a sua seguradora. Poderá ser feito através de qualquer um dos canais disponíveis: site, telefone, WhatsApp, aplicativo e também pela sua corretora de seguros.


Eu sempre recomendo que seja feito pela corretora, pois ela também poderá lhe ajudar com quaisquer dúvidas que tiver em relação a todo o processo de sinistro. E também poderá contatar os envolvidos passando as informações necessárias.


O documentos aqui solicitados serão:

· CNH do(s) envolvido(s);

· CRLV do(s) veículo(s);

· Fotos do acidente, e;

· Boletim de ocorrência.


6° Passo: vistoria no(s) veículo(s)


Após você realizar o aviso de sinistro junto a seguradora o próximo passo será fazer a vistoria para constatação de danos. A vistoria poderá ser feito direto na oficina aonde os veículos serão consertados ou por fotos enviadas por você e terceiros, quando for o caso.


7° Passo: análise e liberação do reparos


Feita a vistoria e enviado todos os documentos que já falei acima, o próximo passo é aguardar a liberação do conserto. Isso leva cerca de 48h, porém quando os veículos estão em oficinas referenciadas o processo é mais rápido.


8° Passo: conclusão do reparos


Após a liberação dos reparos o próximo passo é aguardar o conserto do veículo. O tempo dessa etapa dependerá da oficina e também das peças necessárias. Na data de hoje que escrevo esse artigo ainda estamos em pandemia, e muitas pelas estão demorando para chegar nas oficinas devido as paralisações que ocorreram nas fábricas.


Aqui nessa etapa é quando o cliente ver a maior necessidade de ter contratado um carro reserva. Se você tem a necessidade de utilizar um carro para suas atividades diárias então eu aconselho analisar a necessidade de contratar um carro reserva quando fizer o seguro.



cote-seguro-carro

5 visualizações
calculator (2).png
COTAÇÃO
RÁPIDA

Obrigado. Em breve lhe enviaremos.

ARTIGOS EM DESTAQUE